• Lucão

Escrever bobeirinhas


Um dos conhecimentos mais valiosos que acumulei na minha estrada de escritor é sobre o valor das bobeirinhas.


Me lembro de quando estava começando... como eu tinha medo das bobeirinhas. Pensava umas "coisinhas" e não escrevia porque achava bobo demais. Fiz isso por um bom tempo no começo, até descobrir o valor que elas tinham. E eu só descobri escrevendo.


"Algumas pessoas nos dão pena. Outras, asas" foi uma das primeiras bobeirinhas que eu tive coragem de botar no papel e publicar. Publiquei, joguei pro mundo e fui entendendo aos poucos o valor que elas tinham. O fato era que eu gostava, mas tinha dúvidas do valor que elas teriam para os outros.


O que aprendi é que é mais importante descobrir o valor pra nós mesmos. É esse o nosso tesouro, que vai nos dar autenticidade expressar nossas particularidades na escrita. O que é bobo pra mim nem sempre é bobo pra você. Às vezes, minha bobeira tem um valor imenso na vida de outras pessoas.

Quando escrevi "Amores maduros não caem do pé" e as pessoas começaram a usar esse pequeno verso para falar de relacionamentos, de sonhos, de desejos, entendi que o que eu fazia tinha valor, principalmente porque o que eu fazia era importante pra mim.


Eu nunca quis e continuo não querendo ensinar ninguém a ter relacionamentos melhores, nem a ter sucesso ou dinheiro. Não é isso. Mas descobri que não poderia controlar o valor que meus versos e meus textos vão ter para as pessoas, nem o impacto deles na vida dos outros.


Descobrir isso é valioso. E para fazer essa descoberta é preciso se jogar. Destravar a mente e o texto, escrever bobeirinhas, descomplicar a ideia de escrever. Minha felicidade hoje é imensurável por ter conquistado meu território de besteiras literárias... Minhas besteiras preciosas.

Se joguem nas besteiras de vocês. E vejam se dessas besteiras vocês não descobrem suas pérolas.


P.S.: Entrou hoje no ar o meu segundo curso de escrita aqui no Mola, o Destrava - Escrita Descomplicada. E é especialmente sobre isso, sobre destravar, descomplicar a forma de escrever para escrever mais e com prazer. É meu xodó, o curso mais antigo que ministro e o mais querido pelos alunos. Me emociona ver os alunos destravando com o curso. Aproveite, pois está com desconto de lançamento.

Destrave!

38 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo