• Lucão

"Estou sem palavras", que pena!


Quem nunca ficou sem palavras diante de uma cena, uma foto, uma pessoa ou no término de um livro? Ficar sem palavras nesses instantes é até, eu diria, chique. Sentir-se tão emocionado a ponto de não conseguir dizer nada, nem uma palavra sequer... Isso diz muito sobre o que se vive.


Tudo bem ficar sem palavras assim, numa expressão que quer dizer "eu estou tão emocionado que não consigo dizer nada". Mas, por outro lado, é muito comum e triste ficar sem palavras literalmente. Digo, não saber qual palavra usar, ficar sem recursos para terminar um texto ou ficar sem saber por onde caminhar com a ideia no papel. Normalmente, ficar sem palavras nessas situações é um sinal de que está nos faltando leitura.


A língua portuguesa é vasta de verbetes. São mais de 400 mil palavras à disposição de quem vai escrever. É muita palavra para conhecermos e usarmos em construções textuais específicas, que expressem ideias claras e objetivas. Ou seja, quanto mais palavras conhecemos, quanto mais lemos, mais acumulamos a matéria-prima principal da boa escrita para que no momento certo elas não nos faltem.


Se estão te faltando palavras, observe o quanto você tem lido. Ou até mesmo o que você tem lido, se os livros que tem escolhido estão te trazendo novas palavras ou somente as palavras de sempre... Boas escolhas na hora da leitura são importantes por isso, para te trazer o frescor de ideias, de palavras, de verbetes que serão capazes de te ajudar a avançar na contação das histórias. E isso não vale só para escrita. Quem lê melhor, quem conhece mais a vastidão da língua, conta melhores histórias, tem boa oratória, pensa e articula mais as ideias.


Não basta somente ler para dizer que tem bom vocabulário. É preciso ler com qualidade. Descubra o seu gosto na leitura, mas não encerre aí sua investigação verbética. Aprofunde-se no gosto e se provoque a conhecer novos autores(as), gêneros, estilos... Aumente sua elasticidade com assim, trazendo novas palavras para o seu vocabulário.


Assim você garante que "faltar palavras" seja apenas uma expressão da boca para fora, e não do vazio de dentro.



19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo