• Lucão

O que a poesia pode ensinar sobre a boa escrita?

Atualizado: Jan 14


Um dos elementos fundamentais à escrita da poesia é a síntese. Poesia não é lugar para as explicações. É lugar do mistério e das coisas que não são ditas claramente. O texto claro e objetivo não é poesia.


Por isso é muito fácil distinguir alguns textos comuns de textos poéticos. O texto poético não diz tudo. Na verdade, pelo contrário, o texto poético diz só um pouquinho e deixa que o leitor pense, reflita e, digamos, termine o poema. A clareza é tão fundamental ao poema quanto uma bicicleta é para o peixe.


É esse o grande "tchan" da poesia, de trazer o leitor para dentro do poema, fazendo-o raciocinar para "entender" o que foi escrito, mesmo sabendo que o poema, na verdade, não precisa ser entendido, mas sentido e vivido. Por isso, ler poesia é uma forma de premiar-se. Quando eu leio um poema e consigo "entendê-lo", não estou só pensando, mas também me premiando. Essa sensação de "eu consegui entender o poema" é o prêmio, igual à sensação de entender uma boa piada.


O que quero dizer é que a poesia não subestima o leitor. Pelo contrário, o faz pensar. E quanto mais a gente conseguir escrever assim, fazendo o nosso leitor pensar, melhor será nosso texto. E é isso que a poesia pode promover na nossa escrita, uma sofisticação do texto, de compreender que não precisamos dizer tudo para que o leitor nos entenda. Precisamos dizer só o suficiente, utilizando os recursos que temos da língua, como as figuras da linguagem, para escrever melhor, ampliar a força da frase usando os sentidos conotativos do texto.


A poesia não dá o peixe. Ela ensina a pescar. As ideias.






27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo